Polícia Civil realiza diligências em busca de arma de fogo que teria sido utilizada para ameaçar prefeito em Taquarussu

    0
    Foto: Arquivo/Nova News

    A Polícia Civil de Taquarussu realizou nesta quinta-feira (22) diligências na cidade em busca da suposta arma de fogo que teria sido utilizada para ameaçar o atual prefeito, Roberto Nem, na semana passada

    De acordo com o  Nova News, alguns endereços foram visitados pela equipe. Em contato com o delegado titular, Caio Leonardo Bicalho Martins, ele disse que mais informações ainda não podem ser repassadas, para não atrapalhar o andamento das investigações.

    Publicidade

    Relembre o caso

    Conforme noticiado anteriormente pelo Nova News, o prefeito de Taquarussu, Roberto Tavares, mais conhecido como Roberto Nem, compareceu na Delegacia de Polícia da cidade na manhã do dia 13 de outubro para registrar um boletim de ocorrência ao ser vítima de suposta ameaça de morte.

    Segundo ele, chegou ao seu conhecimento que Roberto dos Santos Neves, popularmente chamado de Roberto do Zuza, vereador, presidente da Câmara Municipal e candidato a vice-prefeito pela coligação concorrente à que é apoiada pelo prefeito seria o autor das ameaças.

    De acordo com a ocorrência 204/202, Roberto do Zuza teria sido visto em um comércio da cidade exibindo uma arma de fogo. “Isso aqui é o que eu tenho para prefeito”, teria dito o acusado.

    Uma testemunha ainda relatou que o autor teria, em seguida, segurando uma das munições da arma e dito: “Será que ele aguenta uma dessas?”.

    Após tomar conhecimento dos fatos e temendo por sua integridade física, o prefeito registrou o caso para que as autoridades possam tomar as devidas providências.

    DEIXAR UM COMENTÁRIO

    Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.