Polícia Civil prende três pessoas em flagrante delito pela prática do crime de latrocínio, ocultação de cadáver e porte de arma de fogo, localiza o corpo da vítima e recupera o veículo subtraído em Ribas do Rio Pardo

0

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros (GARRAS) e Delegacia de Polícia de Ribas do Rio Pardo, prendeu três pessoas em flagrante delito pela prática do crime de latrocínio, ocultação de cadáver e porte de arma de fogo, localiza o corpo da vítima e recupera o veículo subtraído em Ribas do Rio Pardo, nesta quinta-feira (13).

Considerando que uma das atividades inerente ao GARRAS é a de prestar apoio operacional às demais unidades da Polícia Civil nos casos de investigações em que haja potencial confronto armado e/ou complexidade nas investigações, a unidade policial recebeu a informação de que um taxista de 35 anos havia desaparecido, juntamente com seu veículo Toyota Corolla, na última quarta-feira (12), na cidade de Ribas do Rio Pardo.

De posse destas informações, foram realizadas diligências que culminaram na localização do veículo Toyota Corolla na cidade de Campo Grande, no bairro Vila Santa Dorotheia. A partir de então, considerando que houve a confirmação de que a vítima realmente se encontrava desaparecida, as diligências se concentraram na identificação dos eventuais suspeitos e nas suas respectivas localizações.

No âmbito destas diligências, os Investigadores de Polícia lograram êxito em apurar que o grupo criminoso que deixou o veículo da vítima no Bairro Santa Dorotheia era formado por três indivíduos e, além disso, após abandonar o veículo no local, os criminosos se dirigiram a um hotel situado na Avenida Afonso Pena, na Capital. De posse destas informações, a equipe policial conseguiu a identificação do hotel específico onde o grupo criminoso se hospedou, onde logrou êxito em identificar cada um dos integrantes do grupo como sendo A.R.S. (24), G.F.L.F. (28) e Z.J.S. (35).

Ainda se apurou que Z.J.S. (35) se encontrava hospedado em um dos quartos do hotel, exatamente naquele momento, motivo por que, dado todo o contexto apresentado, foi realizado o ingresso no quarto em que ocupava, localizando-se um revólver calibre 38 escondido embaixo de um dos colchões do quarto, com uma munição a pronto emprego. Após a prisão de tal indivíduo, as diligências se seguiram no intuito de prender os demais integrantes da equipe criminosa, ocasião em que foi feita diligência na cidade de Ribas do Rio Pardo, dado que a equipe policial conseguiu o levantamento de informações no sentido de que os criminosos teriam se evadido para aquela cidade.

Em Ribas do Rio Pardo, no Bairro Estoril, a pessoa de G.F.L.F. (28) foi localizada em sua residência, quando foi preso em flagrante. Com ele foi encontrada uma munição calibre 38, com as mesmas características da munição apreendida no revólver encontrado no hotel.

Após isto, as diligências se seguiram no sentido de localizar o último suspeito pela prática criminosa, ocasião em que se auferiram informações de que o criminoso retornara ao hotel localizado na Avenida Afonso Pena. Então, foram captadas informações da circunstância em que este último suspeito retornou ao hotel, o que gerou novas diligências que culminaram na localização do terceiro suspeito, A.R.S. (24) em uma pousada no Bairro Universitário, em Campo Grande.

Realizada a prisão de todos os envolvidos, a equipe de Investigadores desta unidade policial, somando esforços com a equipe da Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo, empenharam-se na localização da vítima, que até então estava desaparecida. Feita varredura na área de mata próxima ao local provável do crime, dadas as características apresentadas pelos suspeitos de onde haviam deixado, foi localizado, já sem vida, o corpo do taxista vítima do presente crime, com sinais de disparo de arma de fogo em seu corpo.

Após a conclusão dos trabalhos investigativos – com a consequente prisão em flagrante dos suspeitos, recuperação do veículo da vítima subtraído, apreensão da arma de fogo utilizada para prática criminosa e localização do corpo da vítima – foi formalizada a prisão em flagrante dos suspeitos perante a Delegacia Especializada do GARRAS, seguindo-se os procedimentos de praxe.

A Polícia Civil representou pela conversão da prisão em flagrante dos suspeitos em prisão preventiva, o que será objeto de análise pelo Ministério Público e pelo Judiciário, que se manifestarão neste sentido em audiência de custódia.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.