PMR apreende carreta com 6 toneladas de drogas e ultrapassa a marca de 100 toneladas neste ano

    0

    Durante a Operação Hórus, desencadeada pela SEJUSP/MS e pela Secretaria Nacional de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério de Justiça e Segurança Pública, a Polícia Militar Rodoviária apreendeu na manhã de sábado (01), em Amambai – MS, 6 toneladas de maconha escondida sob uma carga de arroz em carreta que seguiria para o estado do Paraná, além de prender um homem de 41 anos por tráfico de drogas.

    A apreensão ocorreu na MS 156, enquanto uma equipe da Polícia Militar Rodoviária realizava policiamento ostensivo naquela rodovia. Quando deram ordem de parada ao caminhão Scania/R 124 470, atrelado a um semi-reboque, todos os dois com placas paraguaias, transportando uma carga de arroz, os policiais perceberam que o condutor apresentava demasiado nervosismo. Ao fazer uma busca minuciosa no veículo, a equipe da PMR logrou êxito em localizar sob a carga de arroz que era transportada diversos fardos de maconha, que após pesados, totalizaram 6 toneladas.

    Publicidade

    Questionado, o autor informou que o contrataram para buscar o caminhão preparado com a droga em Ponta Porã e levar para o estado do Paraná pela quantia de cinco mil reais.

    Diante dos fatos, o autor recebeu voz de prisão, sendo encaminhados juntamente com o veículo e as drogas para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai.

    MAIS DE 103 TONELADAS
    Com esta apreensão a Polícia Militar Rodoviária ultrapassa pela primeira vez em sua história a marca de 100 toneladas de entorpecentes apreendidos em um único ano. No dia 23 de julho deste ano a PMR já havia batido seu próprio recorde que era de 89,5 toneladas, com expectativas que estes números aumentem ainda mais no decorrer do ano. Frutos atribuídos à
    Operação Hórus, que tem possibilitado ações integradas entre as forças de segurança pública nas fronteiras.

     

    DEIXAR UM COMENTÁRIO

    Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.