Naviraí: Gebio instala o 1º coletor de lâmpadas descartadas e de uso doméstico

    0

    O Gebio – Grupo de Estudos em Proteção a Biodiversidade, ONG ambientalista com sede em Naviraí e atuação em toda a região Sul de Mato Grosso do Sul, instalou em sua sede, situada na avenida Dourados, um coletor de lâmpadas inservíveis, sejam elas tubulares ou compactas, de uso doméstico.

    Prefeita Rhaiza Matos (à direita) conheceu o coletor de lâmpadas descartadas, apresentado pela ambientalista do Gebio Silvana dos Santos. Foto: Julio Fernando

     

    Este é o resultado de parceria firmada há menos de seis meses pelo Gebio com a empresa Reciclus, que tem sede em São Paulo. O ponto de coleta, todo em madeira, foi organizado para um armazenamento a contento. “Ao completar pelo menos 80% do coletor, entramos em contato com a Reciclus e eles organizam a coleta do material diretamente na sede do Gebio”, explica a bióloga Isabela Stoco Correa.

     

    A Conselheira Fiscal do Gebio, Yara Mitie Sakurai observa que a iniciativa pela parceria partiu do Gebio, que entrou em contato com a Reciclus, e mostrou interesse em implantar o ponto de coleta. Após processo de cadastramento e informações sobre a organização, para a conquista do ecoponto foi levada em consideração a localização da sede, de bastante movimentação e fácil acesso à população.

     

    “As lâmpadas domésticas possuem diferentes produtos químicos, dentre eles, o dióxido de carbono, que causa degradação ambiental e contaminação do meio ambiente, por isso, importante ter o local para que seja feito o devido descarte e a respectiva reciclagem de maneira correta”, acrescenta a diretora do Gebio Silvana Lima dos Santos.

     

    Durante visita a sede do Gebio, a prefeita Rhaiza Matos conheceu o ecoponto de coleta de lâmpadas inservíveis. O gerente municipal de Meio Ambiente Luiz Alberto Ávila Júnior enalteceu a implantação do ecoponto. Ele lembra que as lâmpadas são materiais cortantes, significando iminente risco de acidente se descartado no lixo convencional, pois, machuca ou fere o trabalhador que faz a coleta deste material. “Mas a grande preocupação é a contaminação do solo, dependendo da quantidade pode atingir o lençol freático”, observou Luiz Júnior.

    Bióloga Isabela Corrêa e a Conselheira Fiscal do Gebio Yara Sakurai, atuam na defesa do descarte ecologicamente correto de lâmpadas inservíveis. Foto: Roney Minella

     

    A equipe do Gebio fez questão de dizer que o coletor também é uma oportunidade para começar a trabalhar as questões que envolvem a educação ambiental, junto à população, mostrando a importância de se fazer a reciclagem destes materiais. “Boa parcela da população desconhece esse trabalho de reciclar lâmpadas. Mas, além de saber, é bom que conheçam e entendam a importância desta reciclagem. Aliás, esta parceria com a Reciclus pode ser feita também pelos comerciantes que vendem estes materiais, para se enquadrarem na questão da logística reversa”, orienta Isabela Correa.

     

    “O Gebio tem incentivo do Município através de Termo de Fomento. E esta parceria do Gebio com a Reciclus é muito importante para o município, pois, garante de forma bastante dinâmica e prática a coleta e encaminhamento das lâmpadas para a reciclagem. É mais uma ação ambiental que tem o aval de nossa Administração, pois, preservar o meio ambiente é garantir um futuro melhor para todos”, resumia a Prefeita de Naviraí.

     

    Roney Minella 

    DEIXAR UM COMENTÁRIO

    Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.