Mulher morre 10 dias depois de ser agredida a tijoladas pelo marido em MS

    0

    Uma mulher de 25 anos morreu na quarta-feira (22), dez dias depois de ser agredida a tijoladas pelo marido, de 34 anos, em uma aldeia indígena, em Dourados, região sul de Mato Grosso do Sul. A vítima foi identificada como Maricléia Benitez.

    De acordo com a polícia, o crime aconteceu no dia 11 de outubro na aldeia Jaguapiru. Maricleia foi agredida com vários golpes de tijolos e foi socorrida por uma equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital da Vida.

    Publicidade

    Segundo a mãe do suspeito, que está foragido, o casal se desentedia constantemente. Dados da Delegacia da Mulher, apontam que esse é o segundo caso de feminicídio registrado este ano na cidade de Dourados.

    Ainda de acordo com a mãe do suspeito, que fez um apelo para que o filho se entre à polícia, informou que ele é usuário de drogas. Contra ele havia um boletim de ocorrência registrado por violência doméstica. Neste BO, a Justiça concedeu medida protetiva, mas esta foi recusada pela vítima, segundo delegado regional.

    A Delegacia da Mulher de Dourados investiga o caso que foi registrado como feminicídio. Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), com esse caso, já são 30 feminicídios registrados em Mato Grosso do Sul em 2020

    DEIXAR UM COMENTÁRIO

    Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.